25 de março de 2016

Mães com pinta - Joana Freitas

LINDA e muito, muito querida. 
Joana Freitas, natural do Porto, tem 29 anos, é modelo e considerada uma das mulheres mais bonitas de Portugal! 
Está grávida de 32 semanas de um rapaz.
Prestes a viver um dos momentos mais especiais da sua vida, partilha connosco como está a correr a gravidez, cuidados com corpo, receios, esperanças e desejos de uma mãe de primeira viagem, desejosa de conhecer o seu bebé!
E ainda algumas dicas sobre o enxoval, estilo pessoal, decoração, tudo com bom gosto e muita pinta!


Como descobriste que estavas grávida? 
Descobri que estava grávida na casa de banho das Amoreiras. :) Estava sozinha quando fiz o teste. Não achava que fosse dar positivo, alias nem andava desconfiada que pudesse estar grávida, mas nos últimos dias andava com muitas dores no peito e o Xico já me tinha mandado umas bocas a dizer que achava que eu estava grávida. Fiquei com a pulga atrás da orelha e numa bela manhã, numa ida ao shopping, comprei um teste e fiz sozinha, ao fim de 1 minuto dois traços cor de rosa e a sensação mais arrebatadora do mundo.
Como se vai chamar? 
Eu e o Xico ainda não conseguimos decidir o nome, em princípio já temos um de eleição mas não te quero dizer já porque até a criança nascer ainda pode mudar :) 
Portanto, como já percebeste a escolha do nome não está a ser assim tão fácil.. Nunca tinha pensado nisto até engravidar, mas a escolha do nome é um tema muito mais complicado do que eu sempre achei. Sinto uma enorme responsabilidade. É o nome que o meu filho vai carregar pela vida toda... Quero que ele tenha um nome que goste.
Cesariana ou parto normal?
Eu gostava muito de ter parto normal, com epidural claro, mas tudo o mais normal possível! Aprecio muito a forma como a natureza faz as suas coisas :)
Quero imenso amamentar, confesso que estou um bocadinho ansiosa para me sentir ligada ao meu filho. Sempre achei o acto de amamentar das coisas mais bonitas do mundo e espero não ter nenhuma experiência traumática das que leio na internet... 
Queria mesmo que essa parte fosse bonita, sem stress e prazerosa para os dois.
Que cuidados tens com o corpo durante a gravidez?
Nesta fase os meus cuidados redobrados passam sobretudo pela hidratação intensiva da pele, como sou muito magra fiquei com medo das temíveis estrias então esforço-me todos os dias (mesmo quando está muito frio e a preguiça quer falar mais alto) por hidratar bem a barriga, peito e pernas! Depois procuro beber muita água durante o dia. 
Algum produto de beleza ótimo que uses e recomendes?
Tenho uma caixa enorme de cremes anti estrias. Procuro variar ao fim de dois meses de uso para a pele não ganhar resistência e habituação. Estou a usar a linha completa da Mustela para grávidas, gosto muito do boião de creme gordo da Well's, o Velastisa da Isdin, Barral, entre outros...


Mudaste alguma coisa na tua alimentação? Desejos diferentes, tens?
Sempre tive cuidado com a alimentação, não numa questão de dietas ou restrições mas sempre procurei comer bem. Eu sou nortenha por isso adoro comer :) mas gosto sobretudo de comida tradicional, não ligo nada a fast food, doces... o que já ajuda muito. 
Na gravidez esforcei-me para incluir mais sopas e frutas na alimentação. Vontades e desejos não tive muitos, só no último mês é que comecei a ter uma relação de paixão com bolas de Berlim e Cerelac :) Mas felizmente já está a começar a passar!
Como está a correr a gravidez? 
A gravidez está a ser boa, não me posso queixar. Felizmente não tive nenhuma complicação até à data, continuei a trabalhar e a conseguir fazer o meu dia a dia normalmente. 
Mas confesso que não adoro estar grávida, não gosto da parte da preocupação que me "assombra", pensar se estou a fazer as coisas bem, se posso comer isto, se o bebé esta bem...
 Essa parte deixa-me um bocadinho ansiosa. E também não gosto nada da parte das restrições, não poder beber, não arriscar a comer sushi, não poder comer uma salada fora de casa, não poder atacar sem medos um carpaccio, queijos ou enchidos.. Entre muitas outras coisas! 
Sei que gravidez não é doença, mas para alguém que é um bom garfo este parece-me um período em que estou de dieta :) mas claro que a gravidez também tem coisas boas e para mim a mais mágica e deliciosa é sem duvida sentir o bebé a mexer! 
É incrível a sensação de criar um ser dentro de nós.
Como descreves o teu estilo pessoal?  Na gravidez mudou alguma coisa?
Acho sempre muito difícil esta pergunta. Não consigo bem descrever o meu estilo. 
Posso dizer que só uso coisas que gosto e que me sinto segura. Não sou uma pessoa que arrisque muito e siga cegamente tendências, para mim o eterno lema "Less is More" é uma máxima em tudo. 
Gosto de um estilo clean e confortável, mas com alguns pormenores com mais personalidade como um bom Biker Jacket, uma mala mais rockeira ou uns sapatos com personalidade.
Na gravidez, não estou a usar nada para além da roupa que já tinha, mas como estou no oitavo mês a maior dificuldade estao a ser algumas calças que já não consigo vestir. Quase todos os modelos que tenho são skinny, e algumas já ficaram guardadas num cantinho do armário, mas ainda tenho uns modelos que com 5 minutos de saltos, alongamentos e alguma ginástica acabam por servir :)
Qual a peça must-have no armário de uma grávida?
Só acrescentei ao armário alguns vestidos novos da Mary G porque acho que vão dar imenso jeito na fase final da gravidez e primeiros meses do bebé. São leves, confortáveis, fáceis de vestir e um must have para o verão.
Que estilo tem o armário do teu bebé? Peças must-have no enxoval?
Já tenho o armário do bebé pronto, aliás já tenho tudo pronto à espera dele :) Sou muito organizada e optei por fazer tudo atempadamente para não ficar stressada ou ansiosa. 
O armário dele está preparado até aos 3 meses e já tenho algumas peças dos 3 aos 6. 
As primeiras compras foram os básicos, interiores e pijamas e posteriormente fui comprando algumas roupas mais giras para ele usar na rua. Ainda é difícil definir um estilo para ele, mas vou optar por um look de rapazinho, descontraído, não gosto muito de ver rapazes vestidos com muitos folhos e coisas complicadas.. A minha preocupação passa sobretudo pelo conforto e descontração :) 
Gosto muito das peças da Knot, Zara, Laranjinha...


Como está a ficar a decoração do quarto do bebé?
O quartinho dele está a ficar pronto a cada semana que passa. Reuni várias peças especiais sobretudo de marcas portuguesas e posso dizer-te que está a ficar um cantinho mágico e delicioso de se estar :)
Optei pelos tons claros, branco, cinza e beje e conjuguei estes tons com alguns quadros com cor que eu própria pintei para ele. 
Tive um presente especial no Natal que a minha família me deu, um cavalinho de madeira que já tem 34 anos, passou do meu irmão para mim e depois para as minhas primas. Não sabia que ele ainda existia e o meu pai restaurou-o com muito carinho e deram-mo de presente :) essa é sem duvida a melhor peça do quarto. Depois pus uma tenda da Tipikids que ficou amorosa, bandeirolas da Mini By Luna, muitas luzinhas maravilhosas... E mais umas peças com que me fui derretendo durante a gravidez



Loja de decoração para criança que adores?
Para crianças adoro a Mini By Luna, a Companhia das cestas, Zara Home, entre muitas outras marcas portuguesas...
Como vais organizar o teu tempo depois, entre o lado profissional, maternidade, etc?
O meu dia a dia nesta fase é muito tranquilo, como o meu trabalho é esporádico tenho muito tempo livre para me dedicar ao quarto do bebé, ao Xico e às minhas coisas.


Como imaginas a mãe Joana Freitas?
Acho que vou ser uma mãe preocupada e muito atenta, sou do signo virgem portanto a preocupação e a organização são coisas que me acompanham desde sempre. Às vezes o Xico brinca comigo e diz que eu vou ser o polícia mau cá em casa :) Quando o bebe nascer logo vemos, mas vou tentar descontrair e principalmente descomplicar muita coisa ;)
Medos, receios e do que estás mais desejosa?
Como todas as mães de primeira viagem tenho muitos receios que julgo serem normais, mas no geral tento ser descontraída e não dramatizar muito. De uma coisa eu tenho a certeza, que vou dar o meu melhor e vou ser uma mãe esforçada para que nada lhe falte e como não há manuais que ensinem o ser humano a ser pai acredito e confio plenamente no meu instinto.
Baby Shower sim ou não?
Babyshower sim! :) No meu caso vou fazer um Pic Nic com as minhas amigas, não pelos presentes para o bebé mas sim pelo momento de diversão com elas.
Quantos filhos gostavas de ter?
Gostava de ter 3 filhos, mas isto sou eu a falar ainda sem ter o primeiro cá fora a dar trabalho :) 
Não sei se depois dele nascer o caso muda de figura.
Diz-me 3 valores que consideres fundamental passar aos teus filhos:
Sem sombra de dúvidas, honestidade, humildade e bondade com as pessoas e animais.
O que achas que mais vais gostar de fazer com o teu filho?
Acho que vou adorar pintar com ele, ir à praia, ensinar-lhe coisas.. A lista é infinita. 
Neste momento só pensar em tocar-lhe já me acalma o coração.
Já conhecias o Blog da Carlota?
Claro que já conhecia o Blog da Carlota! :) 
És um ícone nestas coisas da maternidade e no que toca a bebés. Acho que tens imenso valor com o que já construíste com o teu blog. Parabéns!!! :)

Obrigada querida Joana! Muitas felicidades! Vemo-nos dia 3, no Mercadito ;)

Instagram @Feferreiravelez

9 comentários:

  1. Uma entrevista sincera e humilde. Mãe realista e muito simpática!

    ResponderEliminar
  2. Adorei a entrevista, está um show!! O quarto parece estar um encanto

    ResponderEliminar
  3. Amamentar não dói e é uma experiência mágica. A causa de todo o drama que se ouve é falta de informação (impor horários, dar suplemento, etc). Muitas vezes nos próprios hospitais não há o apoio certo, para não referir que muitos hospitais privados são patrocinadas pelas grandes marcas de leite artificial. Recomendo vivamente contactar uma técnica de amamentação que vai a casa nos primeiros dias e tira todas as dúvidas e resolve quaisquer problemas. O meu anjo da amamentação foi a Lucilia Manuela da Somos Pais.

    ResponderEliminar
  4. Concordo completamente! Tenho dois filhos e amamentar sempre foi algo natural. O problema é quando as mães não têm paciência nem querem entregar-se totalmente ao bebé. O bebe precisa da mãe a tempo inteiro. Do peito não só como alimento mas também como consolo e forma de encontrar segurança. No meu primeiro filho amamentei até aos 13 meses. Desmamei pq estava grávida do segundo e não consegui conciliar. Agora a minha filha estou a amamentar também, está com quase 5 meses. Gordinha e crescida. Só com leite da mãe. Exige tempo? Claro. Muito. Muita paciência. Mas não há melhor alimento para eles. O que é natural. Sem leite de vaca. Na maternidade as enfermeiras também vieram com a história do suplemento - "veja lá...se ela não ficar satisfeita...se chorar muito..." - pois sim! Orelhas moucas e seguir o meu instinto!! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Correu bem para si e ainda bem, porque o leite materno é a melhor coisa que existe. Agora não generalize, por favor! Há mulheres que não conseguem ou não podem amamentar e isso não significa que não dêem toda a atenção para os bebés. Os profissionais tentam ajudar. Alias, muitas vezes é essa pressão das mães que pensam "eu amamento eu é que sou melhor que tu, tu não prestas" que ainda as inibe mais e ainda lhes dificulta mais.

      Eliminar
  5. Sou profissional de saúde. Conheço casos de mães grávidas, que por motivos de saúde, não puderam amamentar. Infelizmente a vida pregou-lhes uma partida. E essas MULHERES amaram/amam os filhos até ao infinito. Por favor, o amor de uma mãe não se mede por quantos meses amamentou. Se fosse só por isso coitadas das crianças. A criança vai ser mais inteligente, generosa, afável pela educação e amor que recebe diariamente de todas as maneiras. Este radicalismo chega a ser maléfico para quem está grávida ou é recém mamã. Conheço casos de mães cujos filhos não aumentavam de peso e insistiam no aleitamento materno, recusando de forma terminante suplemento. Isto é AMOR pelo filho?!! Amamentei, sou a favor do aleitamento materno, de ser persistente, mas tudo tem os seus limites. Peço desculpa, mas de todo não quero ferir suscetibilidades. É um assunto que, no meu entender e formação académica, deve ser interpretado com alguma flexibilidade.

    ResponderEliminar
  6. Adorei a entrevista! Tanto das perguntas como das respostas! Um beijinho às duas! :)

    ResponderEliminar
  7. O meu maior desgosto enquanto mãe foi não ter tido leite suficiente para amamentar em exclusivo. Eu tentei, usei a bomba, tomei promil etc e não consegui. Mas nunca desisti. Dei sempre mama+suplemento até aos 14m. Só deixei de dar porque ele de noite fazia de mim chupeta. Estou à espera de outro bebe pra maio e quero muito tentar amamentar em exclusivo. Não sei se conseguirei, se o meu corpo não deixa... Mas pelo menos o pouco que tiver vou sempre dar!

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar