12 de outubro de 2015

Mães com pinta - Pipinha

Hoje apresento-vos mais uma mãe com pinta, gira que se farta e com imenso bom gosto! 
A Pipinha tem 29 anos, vive no Porto e é uma das duas irmãs dona das lojas Alperce, uma mãe como nós, que concilia de forma inspiradora a maternidade - a sua prioridade - trabalho, casa, vida pessoal, familiar e social. 
Nesta entrevista fala-nos de forma transparente e verdadeira da sua recente e apaixonada descoberta da maternidade, dos medos e das dificuldades e partilha connosco dicas imperdíveis de estilo e decoração!
Para ler do principio ao fim e não perder nada!

Filha: Mercedes, 3 meses
Como foi a escolha do nome?
Confesso que a escolha do nome foi um assunto bastante debatido lá em casa, praticamente só eu é que gostava do nome. O único nome consensual para os dois era Camila, e durante muito tempo andamos nesta indecisão. Como o pai é um bocadinho do contra - quase nada ;) - no dia em que eu cedi a Camila, decidiu que afinal gostava de Mercedes.
Quando descobriste que estavas grávida, alguma história engraçada?
Tínhamos chegado de Nova Iorque nesse dia, durante as férias houve uma ou outra reacção que achei menos normal, mas desvalorizei. Na viagem de regresso comecei a ponderar que talvez pudesse estar gravida e resolvi fazer o teste assim que cheguei. Lembro-me de tremer como nunca, num misto de nervosismo e felicidade ao ver o resultado. 
Gostaste de estar grávida? Ou é só uma "fase" necessária?
Adorei estar gravida. Nos primeiros 3 meses enjoava imenso e não tinha força para nada, jurei que se fosse assim o resto da gravidez só teria um filho, mas depois essa fase passou e foi um momento mágico, lembro-me de acordar todos os dias com uma sensação de paz e felicidade. A única coisa menos boa é que o meu mau feitio ficou num expoente máximo!
Cesariana ou parto normal?
Idealmente parto normal, mas desde sempre que tive pânico do momento, não consigo explicar e a verdade é que esse sentimento nunca passou. Aliado a tudo isto, no fim da gravidez comecei a ficar com imensas dores de costas, como o meu colo do útero ainda estava totalmente fechado, havia a possibilidade de passar as 40 semanas. Portanto naquele momento achamos melhor marcar o parto, correu muito bem e não me arrependo nada da minha decisão.

Que cuidados tiveste com o corpo e alimentação durante a gravidez?
Os cuidados básicos, hidratar bem a pele diariamente, de manhã e à noite, para evitar estreias. Na alimentação, foi o maior contra-senso, tentei substituir os alimentos normais por biológicos, mas depois havia os doces, tive uma vontade desmesurada de comer doces, tudo o que tivesse chocolate, eu atacava!
E no pós-parto? 
Continuei a usar o creme hidratante que usava antes da gravidez e que adoro, o Atoderme creme da Bioderma, e comecei a usar um creme para a celulite, o defi celulite, da thalgo. A milagrosa “latinha azul” (nívea) é uma ajuda preciosa todos os dias na cicatriz.
Amamentaste. O início foi fácil ou difícil?
Sabia que queria amamentar, mas não sabia como iria correr. Foi super natural e pacífico, contrariamente ao que pensava. Adorei a experiência e morro de saudades daquele momento tão nosso, daquele olhar ternurento que a Mercedes me fazia.
Como tem sido para ti o percurso da gravidez até agora? Descobertas, medos, o que mais e menos gostaste?
Acho que ainda estou em pleno processo de adaptação, cada dia é mais descomplicado que o outro.
Descobri que um filho é um amor sem limites, uma capacidade de multiplicação. O sorriso da Mercedes todas as manhas, os beijos intermináveis nas bochechas com cheiro a bebé fazem-me ter a certeza disso mesmo. Contrariamente, saber que já não sou dona do meu tempo e das minhas vontades, aliado à falta de horas de sono custa-me muuuuuuuitoooooo!
Tantos medos e tantas surpresas, acho que são sentimentos que me vão acompanhar para o resto da vida enquanto mãe. Medo de errar, de não dar atenção suficiente, de tantas coisas, acho que todas as mães me entendem. Surpresas? Todos os dias!
Um bebé muda a vida do casal? Une ou é um teste à relação?
Um bebé é uma grande mudança na vida de um casal. Acho que tem os dois efeitos, une, mas também é um teste à relação. Quando se pensa em ter um filho, é preciso pensar que algumas coisas se vão transformar. Há uns tempos li um artigo engraçado sobre o casamento, em que diziam que um casamento sem filhos são umas férias a dois, não podia estar mais de acordo. Eu e o meu marido sempre fomos pessoas muito independentes que gostamos imenso de viajar e de estar com amigos, portanto tem havido uma esforço acrescido da nossa parte para que assim continue a ser, não vou dizer que é fácil, tenho dias que a sensação é a de loucura pura, mas compensa, preciso imenso de continuar a ter uma vida a dois!
Como descreves o teu estilo pessoal? Com a gravidez mudou alguma coisa?
Gosto de misturar estilos, mas acima de tudo gosto de peças simples, confortáveis, com cores neutras e preferencialmente lisas. De vez em quando arrisco, sou capaz de usar um blazer de lentejoulas com uns ténis. Na gravidez, continuei a vestir quase tudo o que vestia, apenas comprei uns skinny jeans para gravida (h&m) que deram para a gravidez toda, compra imprescindível para qualquer grávida.
Que dicas de estilo podes deixar às gravidas deste inverno?
As grávidas de inverno têm a grande vantagem de poderem usar leggins e vestidos com collants. Peças práticas e confortáveis que conjugadas com umas túnicas giras e uns coletes por cima, dão um toque sofisticado, sem precisarem de usar a típica roupa de gravida.
Quais as tuas marcas de roupa preferidas?
Para mim, Alperce - claro! ;)
Para bebé, a Casa Mãe no Porto é uma perdição com os clássicos que adoro para recém-nascido. Ainda para bebés mais crescidos e crianças adoro a Piupiuchick, a Bonpoint e a Tocotóvintage num género mais descontraído.

Que peças mais vestes à tua filha neste momento?
Sou clássica nestes primeiros meses de vida, começo agora a gostar de uma mistura mais cool, mas nunca deixando de lado o toque clássico. Gosto da mistura, não vou dispensar tão cedo aquelas golas enormes, os tapa-fraldas e as toucas conjugados depois com peças mais relaxadas.
Dicas para quem está agora a preparar o enxoval ou a organizar o armário de inverno do bebé?
Sou doida por toucas e fofos. Acho que ficam super queridos, tanto no verão como no inverno, em rapazes ou meninas. No armário da Mercedes são peças obrigatórias.
Para quem esta a fazer o enxoval acho fundamental fazer uma lista, porque a certa altura perdemos-nos e compramos imensas coisas que acabamos por não usar. É importante termos consciência que os bebés crescem muito rápido e por isso rapidamente a roupa deixa de servir. Ter peças básicas que sejam fáceis de conjugar entre si de diferentes maneiras parece uma óptima estratégia. Depois podemos investir numa peça ou outra mais marcante.
Resume um dia da tua rotina com a gestão das lojas, escolha das coleções, a bebé, vida familiar e social. Como organizas o teu tempo?
Para mim é muito importante que a Mercedes tenha as suas rotinas bem definidas, acho fundamental para que cresça segura e tranquila. Conciliar a vida profissional, familiar e social é um verdadeiro desafio.
Felizmente, tenho a sorte de poder gerir o meu horário, normalmente vou trabalhar por volta das 10.30h, antes disso temos o nosso momento, o acordar da Mercedes faz o meu dia. Geralmente almoço em casa, e volto ao final do dia. Ai o tempo é só nosso, sem pressões, Entre passeios, brincadeiras, risos e choros, às 20.00h a hora é do banho, leite e cama. Depois disso o tempo é a dois.
Há o outro lado da isenção de horários, há dias em que não existe hora para chegar a casa, e pelo menos uma vez por mês estou fora, essa parte custa muito, ainda mais quando chegas e tens um bebé, do qual estas cheia de saudades, e esta amuado contigo. Depois vem o lado social, continuo a ter imensa necessidade de jantares com amigos e fins-de-semana a dois. Com esforço e vontade acaba por haver tempo para tudo, mesmo que por vezes o cansaço dê sinal.
Colégio antes dos 3 anos sim ou não?
Não sou nada fundamentalista, acho que as crianças têm necessidades diferentes e com a idade vamos percebendo se estão melhor em casa ou se têm necessidade de interagir diariamente com outras crianças. 
Optaste por baptizar logo a Mercedes. Achas que faz mais sentido fazê-lo o mais cedo possível? 
Acho que é uma decisão muito pessoal e cada família é que sabe qual o melhor momento. Para mim fez todo o sentido baptizar a Mercedes logo nos primeiros meses. Foi um dia especial e feliz em que preparei tudo com a maior dedicação. Senti uma enorme sensação de Paz, mas acima de tudo de gratidão. 


Eu sei que adoras decoração e aliás, tens imenso bom gosto. Conta-nos tudo sobre o quarto da Mercedes!
Adoro decoração, acho que como todas as mães quando fiquei grávida pensei logo no quarto do bebé. Ponto de partida, cor do quarto. Como a minha casa estava toda pintada de cinzento o quarto da Mercedes já estava pintado e decidi manter a cor. Outra coisa que sabia é que não queria investir muito e decidi ver o que podia reinventar. O berço, a minha mãe comprou quando nasceu a 1ª neta; a cama de grades foi passando pela família, apenas tive que a pintar; o sofá também tinha sido herdado, estava forrado em cinzento e assim ficou. Depois havia a cómoda e o muda- fraldas, não queria por dois móveis e tudo o que via não gostava, então decidi pintar uma cómoda antiga a qual consegui atribuir as duas funções. Nas paredes senti necessidade de pôr alguma coisa para dar um ar mais querido, desenhei uns gelados e mandei fazer na gráfica com quem trabalho, deu o efeito de papel de parede, mas muito mais acessível. A nível de cores tentei fugir ao tradicional rosa bebé, sem nunca perder o ar suave.


Aproveitando que és do Porto, partilha connosco lojas e restaurantes 'must go' no Porto. 
O Porto está a explodir de sítios giros e trendy. A Alperce é uma visita obrigatória! Assim como a Piupiuchick, e a Casa Mãe para bebé e criança. Para decoração, a Loft e a Rhino Home, são uma perdição, apetece comprar tudo.
Restaurantes há tantos e tão bons. O cafeina é aquele clássico que por muitos anos que tenha é sempre óptimo, e continua a ser o meu preferido. Podem sempre começar com um pequeno-almoço na Mercearia do Miguel, tudo mega caseiro, e a sensação é a de estarmos em casa, com uma vista desafogada para o rio; passar por um almoço cousy na Casa Vasco, ou umas focaccias maravilhosas do Reitoria, não esquecendo as sandwichs e saladas óptimas do Brick Clérigos, e acabar com um jantar no Flow!! O Porto é visita obrigatória, há imensos sítios giros, impossível enumerar todos!
Que programas estás mais desejosa de fazer com a tua filha?
Há assim dois programas que estou ansiosa e curiosa para fazer com a Mercedes. Ir à praia e fazer Ski. O primeiro já no próximo Verão, quero ver como vai ser a reacção ao mar e à areia. O segundo só mais tarde, mas estou desejosa de a ver mínima com uns skis nos pés, são umas férias que adoramos, e que com a Mercedes vão ter outro sabor.
Diz-me 3 valores que consideres fundamental passar na educação da tua filha:
O Respeito pelos outros; a coragem, e a generosidade.
Quantos filhos gostavas de ter?
Há uns anos respondia 5 ou 6 ;)
Hoje, mais consciente, gostava de ter 3 filhos. Sempre me imaginei com uma família grande.
Acompanhas o Blog da Carlota?
Acompanho o blog mesmo antes de ser mãe, lembro-me de ver uma fotografia na internet que me despertou a atenção. Partilhas, sugestões úteis e fotografias giríssimas. No meio da azáfama diária, onde tanto se fala de guerras e de crises, é bom ver um dia a dia feliz!

Obrigada Pipinha, muitas felicidades para a Mercedes e toda a família!

31 Out - das 10h às 19h
1 Nov - das 10h às 14h
Museu da Carris, Lisboa

8 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Adoro a parte do quarto onde está o berço, acho que nunca vi nada tão bonito.
    É possivel saber de onde é a letra M? Se a mãe da bebe estiver a ler ;)

    ResponderEliminar
  3. Que Mãe tão gira!!
    Beijinho Grande

    http://mypinkshoesxoxo.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Adorei ler a entrevista e acho que o nome Mercedes é LINDO.
    Parabéns Fê e Pipinha pelo bom gosto e pela dedicação à família!

    ResponderEliminar
  5. Realmente tem mesmo muita pinta!
    Mark Margo
    www.markmargo.net (site de celebridades com sessões fotográficas)

    ResponderEliminar
  6. Este quartinho é a prova que não precisamos de gastar rios de dinheiro para conseguirmos um resultado criativo, elegante e com muito bom gosto! Adorei as ideias!

    ResponderEliminar
  7. Lindo! Lindo! Muito bom gosto.

    http://blogdababym.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Como aluna do Mestrado de Psicologia Clínica, venho pedir a colaboração para a divulgação e preenchimento do meu questionário.
    Este é um estudo que pretende fazer um levantamento sobre o brincar de crianças dos 0 aos 4 anos.
    Bem-haja por toda a colaboração!

    https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSc6UI3ydgwJv53rFasn7FnUp7ToSBX3da_BJBZYlioMM9rc0A/viewform

    ResponderEliminar