2 de setembro de 2014

Back to school!

Pouco a pouco tenho-me mentalizado que num par de dias a C vai para o colégio. Daqui a uns dias trocamos os vestidos pelos bibes até às 16h. Depois quero continuar a aproveitar todo o tempo livre com ela, com as duas.
Na verdade tive um ano inteiro para me mentalizar e desta vez espero, pelo menos, não vir para casa em prantos, como no primeiro dia. A C acredito que vai voltar a ficar "na boa" todas as manhãs, mas vamos ver... 
Quem nos acompanha por aqui lembra-se que o ano passado a C foi para o colégio, mas depois, por opção nossa e opinião do pediatra, saiu. 
Muito resumidamente, os motivos:
Motivo 1 - Foi colocada numa sala dos 18 meses apesar de já ter 2 anos. Começámos logo a perceber alguns comportamentos mais "abebezados", por imitação. Nestas idades, 6 meses fazem imensa diferença. Mas sobretudo ela, toda despachada, queria interagir, socializar... ao contrário ainda dos meninos da sua sala. Perante isto, aconselhámo-nos com o pediatra que considerou que aquele posicionamento não fazia sentido, acho que disse mesmo que era anti-pedagógico, e que o ideal seria estar com os da mesma idade ou ligeiramente mais velhos.
Motivo 2 - A C passou o primeiro mês praticamente doente, primeiro com uma coisa, a seguir com outra... depois os vírus eram resistentes, teve logo de tomar antibiótico, enfim um filme.... É normal eu sei, mas, mais uma vez dito pelo pediatra, quando é possível, mais vale passar por isso aos 3 anos do que aos 2. 
Sempre um tema polémico e uma decisão pessoal...

E assim regressamos este ano, ao primeiro dia de aulas!

Por aqui já temos tudo, os bibes, as etiquetas bordadas com o nome, o panamá, as t-shitrts e os calções para a ginástica, e a mochila (a Cath kindston do ano passado). 
Mas, pediram para mostrar mochilas giras e aqui ficam algumas das minhas preferidas.
Como sabem, prefiro em vez de bonecos, os lisos e padrões - estrelinhas, flores, riscas - que normalmente são mais difíceis de encontrar.
Espero que gostem das ideias! 


girls

1 - Look H&M  2 - Mango  3 - na Mini by luna  4 - Zara  5 - Atelier da Tufi  6 e 7 - Cath Kindston  8 - na Smallable



boys

1 - Look Zippy  2 - Atelier da Tufi  3 - na Mini by Luna  4 - Tommy Hilfiger  5 - Mango  6, 7 e 8 - na Smallable



Made in Portugal e personalizáveis

1 e 6 - Blu Home  2, 3, 4 e 5 - Pêra Doce

E aí por casa, já começaram a preparar o regresso às aulas?

O Blog da Carlota também está no FACEBOOK e INSTAGRAM

21 comentários:

  1. Só um pequeno reparo, é natural que os antibióticos não actuassem, se a criança tinha vírus, claro que eram resistentes!! Pois se os antibióticos actuam nas infecções bacterianas, claro que jamais matariam um vírus. Ou seja, a Carlota andou a tomar antibiótico para nada!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente. Como a febre não passava, à 2ª vez de irmos para as urgências receitaram-lhe antibiótico. À 3ª vez (um médico diferente) chegou à conclusão que não devia ter tomado... enfim...

      Eliminar
  2. Great Post! Follow each other on GFC, Google+ and Bloglovin? If yes, follow me and i follow back as soon as i see it. Let me know with a comment on my Blog

    Keep in Touch xx Rabea from germany
    http://rabeasbeautytipps.blogspot.de/

    ResponderEliminar
  3. Adoro a mochila da Mango, acho-a um amor!! Boa sorte para ambas, deve ser muito difícil, acompanhei o processo com a sobrinha mais velha e este ano vai a mais nova com 4 anos, veremos como corre :)

    ResponderEliminar
  4. O João Maria começou na escola na 2 feira, está com quase 9 meses, mas não tínhamos outra opção! Adoro as mochilas da Pera Doce mas na escola dele tem de usar a mochila standard personalizada com o nome. Espero que desta vez corra tudo bem com a Carlota!

    ResponderEliminar
  5. Nunca comentei aqui, mas Fernanda lamento informá-la que quando a Carlota crescer mais um pouco não irá conseguir que ela use essas mochilas lindas de morrer. Elas só querem a porcaria da Violetta, das princesas Disney... enfim. Eu também vivi nessa ilusão durante os primeiros anos de escola da minha Maria. LOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é!! Tenho de aproveitar agora e preparar-me para as Violetas :)))
      Bjs

      Eliminar
    2. Bom dia! é a 1ª vez que visito este blog e fiquei fã!
      Aproveito para questionar às outras visitantes do seu blog se conhecem o cartão MGM-CLUB? Comecei a receber emails com newsletter mas ainda nao conheço muito bem. pelo que me parece trata-se de um novo cartao de descontos que devolve 10% do valor das compras. alguem já tem o cartão?
      o site deles é o www.mgm-club.com
      cumprimentos,
      sandra cruz

      Eliminar
  6. As mochilas Mini by Luna são na verdade Kanken - http://www.ilovemykanken.com/

    ResponderEliminar
  7. As o mochilas são giríssima. Eu comprei esta colecção para o pequeno Lourenço https://www.facebook.com/meninosnalinha/photos/a.430151217084742.1073741853.278638478902684/430151360418061/?type=3&theater.

    Sugiro que espreite esta colecção, que eu encontro nos meninos na linha. Na sua pesquisa deve ter cruzado com estas mochilas, mas eu acho tãoooo queridas : ))

    https://www.facebook.com/media/set/?set=a.527862313980298.1073741871.278638478902684&type=3

    ResponderEliminar
  8. Como educadora digo que e super normal ficar doente ao início, pois estão expostos a vírus e bactérias c mais facilidade, no entanto rapidamente ganham defesas. Quanto a estar numa sala de 18 meses, os meninos são destribuidos por sala consoante o ano de nascimento, logo haverá crianças c 6 meses de diferença e isso é o normal. Na minha sala há crianças com quase 1 ano de diferença ( uns fazem anos em janeiro e outros em dezembro), cabe a cada educadora ter em atenção o ritmo de desenvolvimento de cada criança. Essa resposta do pediatra não faz muito sentido.
    Espero que este ano corra melhor. :)

    ResponderEliminar
  9. Como educadora digo que e super normal ficar doente ao início, pois estão expostos a vírus e bactérias c mais facilidade, no entanto rapidamente ganham defesas. Quanto a estar numa sala de 18 meses, os meninos são destribuidos por sala consoante o ano de nascimento, logo haverá crianças c 6 meses de diferença e isso é o normal. Na minha sala há crianças com quase 1 ano de diferença ( uns fazem anos em janeiro e outros em dezembro), cabe a cada educadora ter em atenção o ritmo de desenvolvimento de cada criança. Essa resposta do pediatra não faz muito sentido.
    Espero que este ano corra melhor. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso de ganhar defesas é uma bela treta. Se calhar dá jeito ter os miúdos doentes em casa pois alivia o trabalho das educadoras. Desde quando ficar doente é bom?!
      A minha filha, que ficou em casa até aos 3 anos teve imenso problemas respiratórios entre o 1º e o 2º ano de vida. Foi horrível para todos. Ela não dormia, nós não dormíamos, estava sempre rabugenta e cansada, nós também... Não há vantagem nenhuma em ter crianças doentes. Se houvesse, os hospitais convidariam as crianças a ir até la apanhar uns bichos para lhes dar saúde.
      Quando às diferenças etárias numa sala, depende da média etária. Até pode haver crianças com diferenças de 1 ano. Mas se todas têm menos de 2 e apenas 1 tem 2 ou mais anos, claro que não há vantagem para a criança. Claro que para a escola aquela é só mais uma criança mas para uns pais, que encaram um colégio não como um local onde largam os filhos porque não têm com quem deixá-los mas como um espaço educativo e de desenvolvimento, não é aceitável que não se proporcione a melhor experiência possível aos filhos.

      Eliminar
  10. Concordo com o pediatra. Antes dos 3 anos é cedo. Eu entrei com 2anos e 10meses e correu tudo bem. Ainda me lembro vagamente do meu infantário.

    Ir para berçário e creche só mesmo se necessário. As crianças desenvolvem-se muito mais lentamente quando estão"fechadas" numa creche do que se tiverem com pais ou avos. Tenho uma prima com 15 meses e já fala e anda. Sabe nomes das primas, padrinhos, pais e outras pessoas. Está super desenvolvida para a idade e penso que seja pela sua vivência.

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde!
    Pode dizer-me onde encontrou as etiquetas bordadas com o nome?
    Muito obrigada
    Inês

    ResponderEliminar
  12. Os meus filhos só foram para o infantário com 3 anos porque tive a felicidade de ter 2 avós disponíveis.
    No entanto nem todas as pessoas têm esta sorte. Existem pessoas que têm mesmo que pôr os filhos no infantário porque não têm outra opção. A senhora tirou de lá a Carlota porque está em casa o dia inteiro. Se tivesse mesmo que trabalhar que remédio tinha...
    Faz-me muita impressão este tipo de posts. Tudo é muito fácil quando se tem dinheiro, o difícil é quando não se tem.
    Também me faz muita impressão que carreguem as crianças de medicamentos ao primeiro sinal de febre.
    Os meus filhos têm 15 e 19 anos e fui das únicas mães a poder levar um xarope para a tosse quando andavam o infantário, ou mesmo um antibiótico. O exagero do antibiótico era tão grande que a diretora deu ordem para que só se dessem remédios às crianças com autorização do médico.
    Nos 3 anos que os meus filhos andaram no colégio devem ter tomado antibiótico no máximo 2 vezes. O pediatra dos meus filhos era espetacular. Dizia que só nos devíamos preocupar ao fim de 3 dias. Antes disso tudo era normal. Segui o conselho dele e não me arrependi.
    Nunca fui a correr para nenhum hospital. Quando algo surgia ligava ao pediatra e se fosse necessário ia ter com ele. Muitas vezes a febre foi resolvida com ben-u-ron e bejinhos.
    Tenho dois filhos lindos, super saudáveis, inteligentes e educados.
    Perdoe-me a expressão, mas acho "mariquice" a mais este tipo de atitude. Mas cada um é livre de fazer o que quiser. Isto é somente a opinião de uma mãe e professora de 51 anos que já viu muita coisa.
    Coitadas das mulheres que trabalham por turnos, que trabalham no campo. Ser dondoca não é para todos. Ele há pessoas com sorte...

    ResponderEliminar
  13. É verdade Fernanda, 6 meses fazem diferença, noto isso com o meu sobrinho e a minha Mariana, o pequeno tem 8 meses e a Mariana tem 2 e meio, enquanto que a Mariana sorri para o primo e começa a querer palrar, ele já quer é brincar com ela, mas ela ainda não corresponde da mesma forma.

    A Carlota parece ser uma menina muito sociável e vai adorar e correr bem este regresso às aulas.

    Beijinhos para as 3.

    ResponderEliminar
  14. Boa reentrada da Carlota no colégio.
    Bjs

    babymf.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  15. claro que seis meses fazem diferença nessas idades... os miúdos estão sempre a evoluir e a crescer... a minha filha mais nova passou do berçário para a sala dos dois anos.Ela era a mais velha do berçário (alguns apenas 3 meses de diferença), já andava, já começava a falar e a interagir com os pares, já comia na cadeira perfeitamente, entre outras, e por isso não fazia sentido que ficasse numa sala com miúdos que apesar de terem nascido no mesmo ano estavam muito menos desenvolvidos que ela. Claro que ter uma irmã mais velha em casa tb ajudou ao seu desenvolvimento. Este ano ja esta na sala dos 3 anos e ainda so tem 2 anos e seis meses, é a mais nova da sala mas nem se nota... estamos super contentes com a opção que tomamos!

    ResponderEliminar
  16. o nosso inicio de escola este ano tem o sabor dos 6 anos...uma caloira cá por casa e todas as rotinas a mudarem...
    pessoalmente também adoro as mochilas de flores e padrões..mas as meninas de anos já têm direito à escolha (em algumas coisas claro)...lá veio a mochila da Mia para casa :/

    e qto à decisão de só por a Carlota agora na escola é meramente uma decisão pessoal!
    a M foi aos 2,8 meses para uma sala dos 4 anos e nem por isso se deu muito bem..as meninas de 3 para 4 anos fazem muita diferença a nível social...
    o "ficar doente" faz parte...se não é aos 2 è aos 3 ou aos 4 etc...e vai acontecer sempre, faz parte da vida estes mal "menores"
    bjs e muitas felicidades para esta etapa!

    ResponderEliminar