4 de abril de 2014

Motherhood - inspiração!

Mood de sexta-feira.
Hoje em dia a sociedade tende a tipificar as mães como mulheres exaustas, mal arranjadas e aborrecidas, como se de repente as mulheres saltassem para outra categoria. Sinceramente, acredito que há muito mais para além disso na gravidez e maternidade!
Alguns exemplos do passado que nos mostram como esse estereótipo não é verdade e que são para mim uma inspiração.


CATHERINE DENEUVE - sinónimo de glamour - e o filho Christian, 1963


JANE BIRKIN e a filha Kate, 1967 
Manteve sempre a sua aura cool & chic e continuou a aparecer fabulosa de mini saia e botas altas.

BRIGITTE BARDOT e o filho Nicolas, 1960 
Um icone de estilo que adoro e que me inspira. Um misto de sensualidade e inocência, glamour e sex appeal. 
Na foto com o filho recém-nascido.


AUDREY HEPBURN e o filho Sean 
Existem imensas fotos de Audrey Hepburn com os filhos. Audrey é sinónimo universal de elegância quer no ecrãn quer no seu papel de mãe!
Para mim esta foto de Audrey com o seu primeiro filho Sean, transmite a alegria e o amor, um momento mágico, entre mãe e filho.

NATHALIE DELON, Alain Delon e o filho Anthony, 1965 
Adoro a foto e o mood cool desta família. So cool…

Hoje em dia continuam a existir muito bons exemplos de Mãezonas - Mães com pinta!
Mães felizes = filhos mais felizes.

O Blog da Carlota também está no


9 comentários:

  1. Apoiadíssima! Nem todos os dias será possível, é certo... mas está aqui uma belíssima inspiração, porque a atitude é tudo! Mães felizes = filhos felizes. Beijinhos e obrigada!

    ResponderEliminar
  2. Que bela inspiração Fernanda! :-) Mas não me diga que nunca tem daqueles momentos menos glam, por favor, se não a Fernanda não é humana... ;-) Não tem aqueles momentos em que não se conseguiu arranjar até às tantas e em que andam todos pela casa com umas roupas quaisquer e a casa está toda desarrumada e é só brinquedos por todo o lado? Por favor diga-me que isso também lhe acontece. Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Fernanda, que Post tão giro, as fotos estão o máximo !!!!!
    Concordo 200% , somos mães, mas não esquecer que somos mulheres antes de tudo e temos que cuidar de nós, é dificil pois o tempo é curto e por muitas vezes estamos exaustas e sem paciência mas não é impossivel , e é tão "ter a nossa luz própria" (transcrevo as suas palavras)
    Beijinhos
    Luisa

    ResponderEliminar
  4. Que Post tão giro, as fotos estão mesmo TOP!
    Apoiado 200% , somos mães mas também mulheres, e é tão bom cuidar de nós, apesar do tempo ser curto e estarmos exaustas, mostrar que "temos a nossa luz própria" ;)
    beijinhos
    Luisa

    ResponderEliminar
  5. Eu ainda não sou mãe mas vejo exemplos à minha volta de mulheres que puseram de lado a sua condição para serem unicamente mães. Eu acho que ser mãe deve preencher até ao infinito, mas não deve ser por isso que deixamos de ser "mulher".

    Um beijinho, é uma inspiração*

    www.prontaevestida.com

    ResponderEliminar
  6. Acho que sem querer tocou na ferida…. E a culpa desse estereotipo das mães coitadinhas, sujas de bolsado e gordas, também é de muitas mummy bloggers por aí. Normalmente mulheres que se escondem atrás da maternidade… SER MAE é o melhor do MUNDO, mas de facto não implica deixar de ser MULHER e de gostarmos de nós próprias. Estarmos felizes connosco é tão importante para a vida familiar!
    E sim, a Fernanda de facto é também uma inspiração nesse sentido. Mãe/mulher carinhosa e cheia de pinta. Parabéns

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso, vamos ser mãezinhas como a sociedade quer e não como nos apetece estar... Ao fim do dia o importante é estarmos de acordo com a nossa consciência e não com o que dizem e esperam de nós.

      Eliminar
  7. Sou mae de um texugo com 7 meses. E verdade que por vezes quase nao ha tempo para respirar,pois o pequeno pirralho nao e mto amigo de dormir. As vezes da vontade de realmente vestir apenas um fato de treino e uns tenis..mas o facto de ser mae nao significa que deixemos de ser mulheres. Gosto mt que o texugo ande arrajandinho,mas nao me parece realmente bem ele andar em condiçoes e eu com um trapo qualquer :-) em relaçao a maes que se desleixam,etc,ja e outro assunto. Se eu em 4meses voltei ao peso normal depois de engordar 17kg, e sem exercicio,ha outras que terao maior dificuldade..e outras que certamente tao-se marimbando! Mulher feliz-Mae feliz-Bebe feliz e vice-versa!
    Uma beijoca para a C*

    ResponderEliminar
  8. Fernanda, não digo que não tenhas razão. A sociedade formou uma imagem de mãe que está a desaparecer com o novo tempo. É certo que não temos os minutos todos do dia para nós, é preciso dar atenção aos rebentos. Mas também é certo que isso custa cada vez mais. As mulheres trabalham fora e algumas muito longe de casa. Antigamente muitas mães não trabalhavam... outras sim. Mas mesmo assim, digo com toda a certeza que se arranjavam mais que as mães de agora. Quem usa agora aqueles vestidos elegantes e vaporosos dos anos 40? Quem usa agora aqueles penteados alinhadinhos e com imensa laca para segurar?
    A minha avó não assomava à janela, por quem a chamasse da rua, sem estar devidamente vestida e maquilhada.
    Estas imagens que aqui pões são de figuras públicas, que obrigatoriamente andam "na linha", ou porque foram fotografadas com os seus filhos com dia e hora marcada, ou porque sabem que vão ser fotografadas a cada esquina quando saem à rua.
    Mas é certo que há épocas para tudo. Houve a época do "bem arranjadinha", a época da "desmazelada" e novamente a época da "arranjadinha". A moda é um retrocesso e cá andamos a vê-la ir passando... e mudando.
    Nem imaginas o que lamento ver adolescentes de calças a meio do "rabiosque", e algumas com a gordurinha toda misturada com uma t-shirt da irmã mais nova! Que falta de sentido de estética.
    Eram bem mais elegantes as mulheres de antigamente!
    Não pretendo generalizar, é claro! Felizmente ainda vejo muitas, (imensas), mulheres elegantes e apropriadamente vestidas como mulheres, e que não são "figuras públicas".
    Desculpa se me estendi demasiado :-) mas apeteceu-me mesmo falar sobre isto.
    Beijinhos para ti, e para a fofa baby C.
    CláudiaV

    ResponderEliminar