3 de julho de 2012

Those days are over... Fitas... de Chucha!

Assim que a C completou 7 meses, os meus dias tranquilos de trabalho em casa terminaram! Hoje em dia organizar-me com o trabalho, o blog, as refeições, as trocas de fraldas, mas sobretudo com a energia e a atenção que a baby C já exige é de longe uma tarefa árdua! Felizmente que tenho a ajuda da I para as coisas da casa e alguns dias a ajuda da minha mãe para tomar conta da C. Ontem foi um desses dias em que todos os intervalos foram exclusivamente para brincar com a minha filha. 
Mas hoje vou falar-vos de fitas! Fitas de chucha :) Uma das primeiras coisas que comprei quando a C nasceu!
Mais um post a pensar nas leitoras gravidas, que por ser a 1ª gravidez me pedem dicas.
A baby C só aceitou a chucha com 1 mês. E na altura eu procurava uma solução prática, mas amorosa para prender a chucha. Já tinha visto muitas fitas, mas eram demasiado coloridas e com bonecada e não gostava de nada. Até que descobri no ECI uma que me agradou, em madeira, numa só cor, um rosa pálido. Podem vê-la aqui. Só depois, ao fim de uns meses descobri as que são hoje as minhas preferidas, as fitas de chucha em tecido. Descomplicadas, leves e ternurentas! 
A minha preferida é a que está na foto com uma tira em bordado inglês, da Chica Melancia. Um amor e ainda compõe qualquer look! lol Mas há para todos os gostos! Rapaz, rapariga, finas, largas, às risquinhas, às bolinhas... um mundo de escolhas à vossa espera. Espreitem aqui.
O tema da chucha é um tema controverso, mas eu sou daquelas mães pró chucha. Sem exageros! Durante o dia é raro a C usar, aqui foi para a foto e cuspiu-a em pouco tempo. Mas nunca arrisco sair de casa sem levar pelo menos uma! A chucha ajuda-a a dormir e acalma-a quando está mais inquieta... eu chamo-lhe o mute button (aquele que tira o som das tvs). E segundo os últimos estudos não há razão para a evitar. Pelo contrário, li um artigo na revista Bebé d'hoje de março, onde dizia que a chucha ajuda o bebé a acalmar, "a conciliar o sono, reduz o stresse e a dor em procedimentos desagradáveis (por exemplo, quando tem que levar uma injeção) e, além disso, tem um valor afetivo ímpar (o bebé oferece a chucha à mãe quando a vê triste)."






Baby look:
Touca Carlota, C and F newborns
Fita de chucha Chica Melancia
Chucha Nuk
Roca de família

Da esquerda para a direita: 1ª e 2ª - Chica Melancia, 3ª - Pau de Giz

Dicas:
- Ao início convém ter pelo menos 2 modelos de chuchas diferentes. Eu comprei uma da Chicco em silicone e da Nuk 0-6 meses. As que a C mais gosta são as da Nuk.
- Quando comprar uma chucha confirme que esta cumpre as normas europeias de segurança (EN 1400 e EN 12586)

Para acompanhar o Blog da Carlota é aqui
Se quiser votar no Prémio Mãe Blogger é aqui. Obrigada! :)